Notícias


Publicado em:
12
3/2019

Guarda-sol e ombrelone: escolha o tecido certo para se proteger da radiação solar

Algodão e lona são indicados pela espessura. Segundo dermatologista, tecidos como nylon devem ser evitados.



Metatags: Expolazer & Outdoor Living, Guarda-sol, Proteção, Radiação
Pixabay

O material do guarda-sol e do ombrelone é o item mais importante na hora da compra. Os modelos mais comuns são feitos de nylon, por serem mais baratos e leves, mas algumas empresas já não usam mais o produto por ser menos eficaz.


A dermatologista Ana Paula Scremin, do Instituto Dermacare, alerta que o nylon não protege como a lona e o algodão, entretanto, qualquer que seja o tecido deve ser associado a um FPS e nunca usado como um substituto ao protetor solar. “O guarda-sol é uma proteção a mais e nunca a única opção. O protetor é o mais importante, pois é aplicado diretamente ao corpo, prevenindo radiação direta e indireta, enquanto o guarda-sol bloqueia a radiação direta somente”, declara.


Mas não descarta a importância do acessório, “o guarda-sol é ideal, principalmente, para quando as crianças estão brincando fora da piscina ou do mar, por exemplo, protegendo contra o calor excessivo do sol, inclusive, da desidratação”.


Materiais mais usados:


Nylon - São os mais comuns, pois são mais baratos e leves, mas devem ser evitados, pois são porosos e protegem pouco. Deixam passar de 90% a 95% da radiação solar.


Algodão - Têm proteção adequada, se for um algodão grosso. Há modelos de algodão revestidos com lona, ainda melhores. Prefira as cores escuras, ainda mais absorventes.


Lona - Uma ótima opção. Por ser mais grossa, absorve em torno de 50% da radiação e pode receber complementos, como a lona plástica com tramas de poliéster, que podem equivaler ao FPS 50.


Fibras sintéticas (poliéster e poliamida) - Assim como os modelos de lona, também são eficientes. Existem modelos com o interior de cor prateada, pois recebem uma aplicação de silver, material que bloqueia ainda mais a radiação, podendo alcançar até 90% de efetividade.


A trama do pano também deve ser observada


Quanto mais densa for a trama (mais compacta), menor será a quantidade de raios solares que passam por ela e mais eficiente a proteção do guarda-sol ou do ombrelone. Ana Paula Scremin avisa que, com o tempo, mesmo os tecidos com tramas mais compactas perdem força e também efetividade.


“Com as lavagens, o tecido vai perdendo sua capacidade de proteção, pois vai afrouxando. É preciso ter cuidado com objetos comprados há muito tempo”. adverte.


Tons mais escuros protegem melhor.


Corantes têxteis absorvem mais ou menos radiação ultravioleta, dependendo da intensidade da cor. Quanto mais escuro for o tecido, maior será seu grau de proteção, pois ele será mais absorvente, explica a dermatologista. A desvantagem é que os tons mais escuros também aquecem mais. Então o ideal é optar por uma cor intermediária, para que o local não fique muito quente, mas absorva bem os raios solares.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Consumidores estão se entendendo melhor com os assistentes de voz

Pesquisa da Adobe mostra que consumidores norte-americanos estão mudando de opinião sobre o que a tecnologia de atendimento pode fazer.
Leia Mais

Senado aprova Projeto de Lei que amplia o Cadastro Positivo

O sistema funciona como um banco de dados que reúne informações sobre o histórico de crédito dos consumidores (pessoas físicas e jurídicas) e estabelece pontuações para quem mantém suas contas em dia.
Leia Mais

Dia Do Consumidor: 40% dos consumidores que fazem perguntas fecham compra

Atendimento ao cliente é decisivo na hora da conversão. Especialista dá dicas para otimizar o serviço e aumentar vendas.
Leia Mais