Notícias


Publicado em:
13
3/2019

Piscinas de vidro: qual é o método de construção?

Além de elegantes e sofisticadas, as piscinas de vidro atendem a todos os momentos de lazer e descanso.



Metatags: Expolazer & Outdoor Living, Piscinas, Vidro, Vantagens, Construção
Divulgação

Há um bom tempo, as piscinas de vidro vêm sendo aplicadas como solução arquitetônica em apartamentos de luxo. Mas tem se tornado recorrente, também, a implantação em residências térreas, tanto em casas urbanas como de campo ou de praia.


Mas como são feitas?


O ponto de partida quando pensamos em construção de piscinas de vidro é: elas precisam de um responsável técnico que faça todo o dimensionamento necessário para a correta aplicação do vidro. A piscina de vidro é feita com uma estrutura bem reforçada de chapas de vidro temperado e laminado, semelhantemente aos vidros de carros blindados. Isto acontece, pois o equipamento necessita suportar um peso bem elevado, levando em consideração o comprimento, profundidade e a quantidade de pessoas a utilizar a piscina.


No processo, as lâminas de vidro temperadas são ligadas aos filmes de plástico Polivinil Butiral (PVB). Depois, são prensados por um equipamento (calandra) e submetidos à alta pressão e temperatura (na autoclave).


Existe a opção de construir as piscinas apenas com as laterais em vidro ou então por inteira. No entanto, é necessário um bom projeto prévio para que a solução se adapte exatamente à necessidade do ambiente.


O projeto


O primeiro ponto a ser analisado ao elaborar o projeto da piscina é o local onde será instalada. Isto deve ser feito, primordialmente, com a ajuda de um arquiteto a fim de garantir o melhor aproveitamento do espaço. Outra questão é a contratação de empresas especializadas, pois elas possuem conhecimento avançado, domínio em engenharia precisa, equipe especializada e software específico. Isto se deve para garantir um equipamento seguro aos usuários.


A construção


Segundo o AATG (All About That Glass), as primeiras etapas da construção são iguais às de qualquer piscina em alvenaria, com a escavação do terreno, onde houver necessidade, preparo do solo para ser concretado e concretagem do piso e paredes da piscina.


Durante a montagem da parede, o vão onde o vidro entra deve ficar livre. Esse vão precisa de um rasgo, que é onde o vidro será encaixado – a profundidade do rasgo vai depender do tamanho do vidro e da pressão que ele vai receber.


Depois que o espaço estiver pronto, são feitas as medidas para a fabricação do vidro, já que durante o processo de construção pode haver pequenas alterações nas dimensões do encaixe.


A impermeabilização pode ser antes ou depois do encaixe do vidro, tudo depende do tipo de estrutura de fixação. Após a finalização da piscina sempre é feito um teste de estanqueidade. Por fim, a piscina recebe água, mas deve ser constantemente monitorada para possíveis vazamentos.

Fonte: Primeira Página, com informações do AATG.


Últimas notícias

Consumidores estão se entendendo melhor com os assistentes de voz

Pesquisa da Adobe mostra que consumidores norte-americanos estão mudando de opinião sobre o que a tecnologia de atendimento pode fazer.
Leia Mais

Senado aprova Projeto de Lei que amplia o Cadastro Positivo

O sistema funciona como um banco de dados que reúne informações sobre o histórico de crédito dos consumidores (pessoas físicas e jurídicas) e estabelece pontuações para quem mantém suas contas em dia.
Leia Mais

Dia Do Consumidor: 40% dos consumidores que fazem perguntas fecham compra

Atendimento ao cliente é decisivo na hora da conversão. Especialista dá dicas para otimizar o serviço e aumentar vendas.
Leia Mais