Inspirações

Entenda os efeitos da chuva para a sua piscina

Entenda os efeitos da chuva para a sua piscina

Apesar dos benefícios para a saúde e natureza, na piscina, a chuva não é bem-vinda devido a sua composição.

 

Ela pode trazer problemas e desequilibrar os parâmetros do tanque.

A chuva não traz benefícios quando o assunto é piscina. Ela pode desequilibrar os parâmetros químicos e afetar a aparência da água. Isso acontece porque a chuva é mais ácida do que a água da piscina. Ela também está carregada de matéria orgânica, principalmente depois de tocar o solo. Por isso, quando a água da chuva escoa para o tanque ou incide sobre ele, é necessário adotar cuidados para combater os seus efeitos.

Aumento da turbidez

Como a chuva carrega impurezas e pequenas partículas para o tanque, a sua incidência na água da piscina tende a deixá-la cada vez mais turva. Ela perde a cristalinidade e fica opaca, em alguns casos, parecendo que há poeira em suspensão.

Redução do pH

A água da chuva é propensa a ser mais ácida do que a água da piscina, uma vez que a primeira faz uma limpeza no ar e acumula em si poluentes. Por isso, quando chega ao tanque, ela provoca alterações no pH, reduzindo o seu nível.

Queda da alcalinidade

Ao contrário do que acontece com o pH, a chuva na piscina causa a queda da alcalinidade. Basicamente, esse controle é essencial para se ter um pH estável. Com uma baixa alcalinidade, a água da piscina passa a ter uma tonalidade verde e turva, além de ficar mais corrosiva.

Proliferação de algas

Com todos os parâmetros desequilibrados, as algas encontrarão o espaço ideal para se proliferarem. Consequentemente, a água ficará mais esverdeada ou até com uma tonalidade marrom, dependendo da espécie que se formou ali.

Manutenção da piscina em períodos de chuva

É importante adotar medidas antes e depois de precipitações para garantir a qualidade da água da piscina. Um fator essencial é conservar o volume do tanque, deixando-o adequado para evitar transbordamento.

Também é importante manter os níveis de cloro livre e pH controlados para que os efeitos da chuva não sejam tão desastrosos. Assim, ficará mais fácil cuidar dela depois, evitando procedimentos complexos ou a necessidade de usar muitos produtos químicos.

Após a chuva, proceda com os cuidados e manutenções de rotina:

  • Retire a sujeira em suspensão.
  • Use o decantador (clarificante), se for necessário.
  • Aspire o fundo.
  • Meça e corrija o cloro, o pH e a alcalinidade.

Lembre-se de que, nos períodos chuvosos, vale a pena não deixar a piscina cheia demais: se o volume de água for muito grande, ela poderá transbordar. Quando retornar para o tanque, a água trará ainda mais sujeira, dificultando o seu tratamento.

Cuidados com a piscina em períodos chuvosos

Como os dias chuvosos também coincidem com temperaturas altas, é fundamental manter alguns cuidados nesse período para que os banhistas possam desfrutar da piscina.

  • Mantenha o retorno do tanque limpo.
  • Cubra a piscina com uma capa.
  • Tenha um controle rigoroso dos parâmetros químicos.
  • Retire diariamente os resíduos.
  • Mantenha o filtro limpo e a casa de máquinas em perfeito funcionamento.
  • Use o aspirador pelo menos uma vez por semana.
  • Aplique o cloro corretamente.

 

Leia também: Saiba quais são os principais benefícios proporcionados pelo banho de piscina aquecida

Leia também: 3 dicas para escolher um modelo de lareira perfeito

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais