Inspirações

3 dicas para segurança nas saunas a gás

A tubulação que transporta os gases deve receber manutenções frequentes para que problemas de ordem física ou química não prejudiquem a rotina dos usuários.

 

 

  1. Instalações

Aparelhos mal instalados são, em primeiro lugar, um dos principais responsáveis pelo vazamento de gás em uma sauna. Como consequência, os usuários podem ficar sem ar ou sofrer com outros desconfortos respiratórios, além de serem expostos ao risco de explosão.

Em primeiro plano, o foco deve ser quanto ao profissional contratado para fazer as devidas instalações do gás na sua sauna. Ou seja, só contrate empresas certificadas de acordo com a legislação vigente no País. E o mais importante: não tente fazer você mesmo, caso não seja um profissional qualificado.

  1. Logística

O equipamento deve ser instalado em um cômodo desativado. Isto é, nenhum fator interno ou externo deve fazer com que haja o rompimento da barreira que protege o dispositivo. Quando isto acontece, a tendência é de que o tubo seja corrompido em diversos níveis – prejudicando a atividade e causando transtornos aos usuários.

No que diz respeito aos fatores observados pelo olfato ou pela audição, a atenção deve ser a mesma. Como muitos destes gases têm odor de enxofre, a percepção fica bastante facilitada. Além disso, sons incomuns devem ligar o sinal de alerta tanto na parte interna, quanto externa da sauna.

  1. Em caso de vazamento, peça socorro a um especialista

Tenha o contato de um especialista em saunas e vazamentos em sua agenda. Após eventuais vazamentos de gás, deve-se inutilizar a sauna e contatar uma empresa responsável. Mais uma vez, jamais tente controlar o problema com o conhecido “gato”.

 

Leia também: 7 sugestões de pergolados para incrementar a área de lazer

 

Leia também: 4 sais de banho para fazer em casa

 

 

Fonte: Primeira Página

 

 

Redes Sociais