Mercado

Revestimento gel coat: conheça as suas características

 

Geralmente, o gel coat é aplicado na produção de banheiras de Spa, mas pode também ser agregado como revestimento em piscinas.

 

O gel coat é um tipo de resina que, após a sua aplicação, tem o aspecto de uma louça sanitária, atuando tanto como revestimento de cor como de proteção. A pintura de gel coat protege a fibra de vidro do desgaste e ainda age contra a ação dos raios ultravioleta e umidade.

Além disso, o gel coat pode ser aplicado para revitalizar, bem como transformar uma piscina de alvenaria (vinil ou azulejo) em fibra de vidro. Trata-se de um material usualmente utilizado em barcos e aviões, no entanto, com uma espessura mais grossa e que varia entre 0.5 e 0.8 mm.

Como aplicar?

Composto de resina de poliéster, o gel coat requer uma aplicação especial. Por ser mais denso, deve ser pulverizado com uma pistola apropriada para o revestimento.

Antes da aplicação, a piscina deve ser polida por completo e receber uma ou duas capas de fibra de vidro. Isso proporciona um acabamento liso, brilhante e com uma cor definida. Entretanto, o acabamento brilhante não é necessário quando a aplicação é feita no fundo da piscina, cujo objetivo é apenas a proteção.

Também existe a possibilidade de aplicar o gel coat em casos de reparos estéticos ou estruturais de laminados danificados. No entanto, nesses casos deve-se usar um gel coat parafinado para evitar a inibição do processo de secagem da resina que fica exposta ao ar.

Diferença entre gel coat e pinturas convencionais

O gel coat é aplicado em capas grossas, entre 0,4 e 0,5 mm. Além disso, o produto requer menos quantidade de pigmento para atingir a cor desejada, justamente por sua espessura.

Outra vantagem do gel coat é que pode ser lixado e polido com facilidade, caso surjam manchas, diferentemente do que ocorre com a tinta convencional, que requer mais cuidados. Além disso, ele ainda evita o desbotamento prematuro.

 

Leia também: Desenvolvimento Urbano aprova novas regras de segurança para piscinas

 

Leia também: Piscinas de condomínio: qual é a norma mais importante?

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais