Ionização: técnica da NASA é aplicada no tratamento de água de piscinas
A tecnologia de ionização para tratamento de piscinas se tornou uma alternativa simples, segura e bastante utilizada em todo o mundo. A afirmação de Márcio Takamoto, engenheiro químico da Pure Water e profissional com ampla experiência no setor.

A tecnologia de ionização para tratamento de piscinas se tornou uma alternativa simples, segura e bastante utilizada em todo o mundo. A afirmação de Márcio Takamoto, engenheiro químico da Pure Water e profissional com ampla experiência no setor. Durante sua palestra  na EXPOLAZER, ele apresentou uma alternativa inovadora para as piscinas brasileiras.

Segundo Takatomo, a Ionização de Cobre e Prata já é muito utilizada nos EUA e Europa, isso porque o método escolhido pela NASA como tratamento de água nas viagens espaciais tripuladas combate as algas e elimina fungos, bactérias e vírus.

O Pure Water, emite automaticamente uma quantidade precisa de íons que resulta em água mais limpa, natural e saudável, principalmente em relação ao cloro. Com uma instalação simples e segura, seja para uso residencial ou comercial, o grande diferencial no tratamento por íons é o residual ativo que protege a piscina o tempo todo, além de não deixar cheiro ou gosto na água.

Durante a palestra, Takamoto também citou outras vantagens. O tratamento dispensa o uso do cloro, mas também pode trabalhar em conjunto com o produto, quando este é indispensável para uso. O equipamento funciona sozinho – liga e desliga a bomba – de acordo com a necessidade, o que o torna uma alternativa muito viável para piscinas que não são usadas com frequência, por fim, diferente do cloro, ele não altera o PH e a alcalinidade da água e nem provoca olhos vermelhos, irritações na pele ou cabelos ressecados e descoloridos. 

TAGS

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência.